A INUSITADA CONVERSÃO DE YOUSEF HASSAN

26 fev

Por sugestão de Abraham Zakon, professor há mais de três décadas na Escola de Química da UFRJ, e que perdeu nos campos nazistas a quase totalidade de seus parentes próximos por ascendência materna e paterna, reproduzo aqui o programa Escape from Hamas, de Bill Hemer, da Fox News. Postado no YouTube em seis partes sob o título Hamas Leader Sheikh Hassan Yousef’s Son Renounces Islam, o programa traz uma longa reportagem do jornalista Jonathan Hunt entrevistando Yousef Hassan, o filho do xeque Hassan, um dos fundadores do Hamas.

 

Yousef conta como, aos dez anos de idade, tomou parte da primeira Intifada, atirando pedras nos soldados e nos tanques israelenses. Morando em Ramallah, ao lado de um cemitério onde gostava de jogar bola, via todo dia cadáveres de mártires palestinos sendo enterrados. Por amor ao pai fanático, que o ensinou a odiar os inimigos sionistas, a entidade sionista, a ocupação sionista, Yousef passou a amar o Hamas, suas idéias e seus princípios. Tornou-se líder do movimento islâmico estudantil palestino.

 

O jovem ativista foi detido numa Intifada. Conta que apanhou dos soldados durante todo o trajeto até o cárcere de Megiddo. Ali Yousef ficou detido três meses e pode descobrir que muito piores que seus carcereiros eram os líderes do Hamas, que torturavam e matavam os palestinos suspeitos de colaborar com o inimigo, enfiando-lhes agulhas sob as unhas, não os deixando dormir, sufocando-os com sacos plásticos.

 

Pessoalmente, Yousef não se preocupava, pois além de ser filho de um dos fundadores do Hamas, era sobrinho de Ibrahim Abu Salam, um líder da organização que se encontrava também preso, protegendo-o, ao mesmo tempo em que torturava outros palestinos. Mas Yousef passou a questionar intimamente o caráter desse seu tio protetor e torturador, e as atitudes de outros membros do Hamas com os quais convivia.

 

Logo Yousef começou a perder a fé no Hamas, na Jihad, no Islã. Libertado, encontrou, em Jerusalém, cristãos que o convidaram a ler a Bíblia. Ele aceitou o convite e ficou especialmente impressionado com uma linha do livro sagrado que pregava: “Ame seu inimigo”. Decidiu converter-se ao cristianismo. Precisava esconder-se para ler a Bíblia, que comparava com passagens do Alcorão, encontrando suas inconsistências. O Islã, a seu ver, instrumentalizava politicamente a religião.

 

Decidiu fugir da Palestina. Não revela os detalhes desta fuga, nem o jornalista se aprofunda neste episódio. Ao chegar aos Estados Unidos, sentindo ao mesmo tempo medo e felicidade, Yousef juntou-se aos amigos cristãos que encontrara em Jerusalém: foram provavelmente esses amigos que o ajudaram na fuga, mantendo-o ainda financeiramente, enquanto ele se integrava à Igreja batista, que por fim o batizou no Oceano Pacífico de San Diego.

 

Yousef passou a denunciar o Islã como uma verdadeira droga, e seus dependentes como pessoas doentes que não conseguem ver a luz. Mesmo não pretendendo ofender os muçulmanos, ou a maioria deles, acredita que alguns se ofenderão com suas palavras. E acredita também que eles o matarão. Mas o jovem apóstata, que pratica o surfe entre as orações na Igreja batista, reconforta-se com a idéia de que apenas seu corpo morrerá: “Minha alma, minhas idéias, você acha que eles poderão matá-las? Eu penso que não”.

 

 

 

 

 

 

 

 

Yousef Hassan dá apenas dez anos de vida para o Islã: ele prevê uma ampla reforma abalando o imenso edifício, que há de desabar como um Word Trade Center do obscurantismo, atingido pelas dissensões internas e pela modernidade, cujo progresso o extremismo inveja e detesta, pois incapaz de promovê-lo em suas sociedades. As escoras das repressões não conseguirão, a seu ver, deter por muito tempo a irrupção das Luzes no Oriente Médio. Essas Luzes agora devem brilhar não através de Zadig e da Encyclopédie, mas das TV a cabo e da Internet… Esperemos que, nesse meio tempo, o demasiado esclarecido Ocidente não mergulhe por sua vez, mais uma vez, nas Trevas…

Uma resposta to “A INUSITADA CONVERSÃO DE YOUSEF HASSAN”

  1. MSilva 07/04/2010 às 18:10 #

    Opa, gostaria de te convidar para participar de uma rede de conteúdo, se tiver interesse me adiciona no msn smatosjr@gmail.com ou me manda um email. Abraços Junior

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: